Exclusivo: Eduardo Bolsonaro fala sobre a Cúpula Conservadora das Américas

0

Eduardo Bolsonaro falou exclusivamente para o site do PSL-SP sobre a Cúpula Conservadora das Américas, realizada recentemente em Foz do Iguaçu. 
O Deputado Federal reeleito com 1,8 milhão de votos foi quem capitaneou o evento. Durante sua realização ele mediou o painel de debates do tema cultura e afirmou que “A America latina esta junta dizendo não ao socialismo, não ao foro de São Paulo, nos não seremos a próxima Venezuela. Pessoas nós temos, vontade nós temos, só falta organizar.”

Porque é importante fazer o contraponto ao Foro de São Paulo?
O evento atendeu as expectativas?

R: A Cúpula Conservadora das Américas pode até servir como contraponto ao Foro de São Paulo, mas não é um Foro de São Paulo com sinal invertido, pois não se pretende usar de métodos antiéticos como a corrupção e a mentira para tentar fazer com que a direita se perpetue no poder. A importância deste evento é disseminar ideias liberais e valores basilares da cultura ocidental de maneira que um país possa aprender com os erros e acertos dos outros a como combater o socialismo, o marxismo cultural.

O Foro de São Paulo reuniu líderes de esquerda mundial e traçou metas para serem concretizadas, planos que durariam 50 anos.
Ao final da Cúpula tivemos a apresentação da carta de Foz. Devemos esperar ações concretas e contínuas executadas dentro de um planejamento?
R: A Carta de Foz sintetiza os princípios abordados na conferência, é algo para nortear, não um plano com metas e prazos. Porém, daí certamente se originarão políticas a serem executadas.

Quando teremos a segunda edição do Evento? Será sempre em Dezembro e em Foz do Iguaçu?
R: Acredito que no final de ano é uma época em que as autoridades tendem a ficar mais tranquilas para viajar e um momento ideal para também se fazer um balanço do ano que passou. Eventos similares devem ocorrer o ano inteiro, em abril já deve ocorrer no Chile, no âmbito da UPLA (União dos Partidos da América Latina) um evento parecido e com a participação do PSL. A próxima Cúpula Conservadora das Américas pode ocorrer em Fortaleza, como anunciou um dos diretores da INDIGO (fundação do PSL) Rueda. Há também a chance de se sediar eventos parecidos no Paraguai e Colômbia. Está tudo ainda na esfera da cogitação mas com boas perspectivas para se realizarem e em rotatividade de cidades.

Pretende-se com esse evento organizar a Direita Brasileira.
A Fundação Indigo prepara-se para ministrar cursos para formar intelectualmente essa nova Direita Brasileira?

R: Sim. Uma das funções da fundação de um partido – e todo partido é obrigado a ter uma fundação, que detém 20% do fundo partidário – é exatamente propagar seus ideais. Fico muito feliz que o diretor Rueda, da INDIGO, dê bastante liberdade aos membros do partido para elaborar cursos, livros, vídeos e qualquer instrumento para divulgação de princípios liberais e de valores ocidentais. Ano que vem promete nesta área cultural, filosófica e política!

A carta de Foz irá nortear os mandatos dos Deputados do PSL?
R: Eu acredito que sim. Uma boa parte dos parlamentares do PSL chegará ao congresso com uma boa bagagem cultural, outros no entanto levam mais um conhecimento específico de sua profissão. Saber combater a guerra cultural, conhecer a estratégia marxista, as cascas de banana que por vez vem da imprensa ou de outros políticos, é vital para o bom desempenho do mandato. Por isso que também busco organizar junto aos novos deputados um curso na Virginia, EUA, com o Professor Olavo de Carvalho, que é o nosso maior professor sobre esse tema tão vital. Para quem ainda não sabe essas políticas sobre desarmamento, doutrinação ideológica, liberação das drogas, erotização infantil nas escolas, guerrilha no campo, invasões de prédios nas cidades, e etc, encontra sua raiz na guerra cultural, nas derivações do marxismo. Se não combatermos isso vamos virar uma Venezuela.


Campartilhe.

Sobre o Autor

Deixe Um Comentário

Facebook login by WP-FB-AutoConnect